Estudante negro é discriminado em ônibus universitário na UFRJ

racismoNãoEstudante Negro da UFRJ é coagido a sair de ônibus universitário. Apesar de haver outros estudantes indo em direção ao alojamento, Aparecido de Jesus Silva foi o único abordado

No dia 26 de fevereiro, às 22h, voltando do IFCS onde assistia a aula, o estudante de Filosofia negro, Aparecido de Jesus Silva, foi coagido pelo motorista do ônibus universitário para que se retirasse do mesmo.

Aparecido relata que pegou o ônibus de número 160, placa KXW 4619, para o alojamento no terminal Rodoviário da Cidade Universitária. Ao entrar pela traseira do ônibus (que é gratuito) e sentar ao fundo, o estudante teria visto o condutor gesticular com as mãos e perguntar “Você vai para onde?” . “[o motorista] Parecia nervoso com minha presença”, informou.

Após parar em um ponto na cidade universitária, o condutor então teria aberto a porta dos fundos e reclamado: “Não vai descer não”? Aparecido esclarece que apesar de haver outros estudantes indo em direção ao alojamento, ele foi o único abordado.

A situação se agravou quando chegaram à Prefeitura Universitária. De acordo com os relatos o condutor teria aberto a porta do ônibus e dito: “você vai para onde? Desce do ônibus!”. Surpreso, Aparecido perguntou se era com ele ” É com você mesmo!! estou indo para o alojamento e você não vai ficar andando de graça. Desce do ônibus!”, teria gritado o motorista. Não satisfeito com a coação moral, percebendo o caráter racista da mesma, o estudante respondeu que o condutor deveria continuar a viagem pois era a função dele. Foi então que o motorista o teria ameaçado: “Você não vai descer não? Quando chegar no ponto final você vai se arrepender”, repetiu por diversas vezes.

Não se deixando abalar, de acordo com o seu próprio relato, teria respondido: “Qual é o seu problema? Porque você não perguntou nada para as outras pessoas? Você é racista. Posso chamar a PM e prender você agora. Onde está a placa com o seu nome”.

Aparecido informa ainda que durante esse percurso final da viagem o motorista teria ironizado o fato de que pretendia anotar o número do ônibus. “Ele me ameaçou. Quero saber como vai ficar minha segurança aqui na Universidade (UFRJ) que estudo.” reclamou.

Procurada por nossa equipe de reportagem, a assessoria de imprensa da UFRJ informou que já recebeu a reclamação na ouvidoria e buscará as informações pertinentes para realizar as medidas cabíveis ao caso. Informa também que os ônibus universitários são gratuitos para todos que circularem pelo Campus, sendo estudantes ou não, e que o serviço é terceirizado.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Atitude & Comunicação

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s