ADUNEB e Fórum das ADs são contra “acordão” espúrio entre Jaques Wagner e sindicatos

Aduneb_Protesto GovernadoriaO Fórum das ADs (Associações dos Docentes)  fez manifestação (6 de maio) na Governadoria contra o vergonhoso acordo firmado entre lideranças sindicais e o governador Jaques Wagner sobre o reajuste linear dos servidores públicos. A ação dos docentes, apoiada pelo ANDES-SN, foi realizada na sexta-feira, 03.05, e reafirmou o coerente posicionamento político das ADs em defesa da classe trabalhadora e contra a política de arrocho salarial do governo Wagner. Munidos de faixas e cartazes os professores ocuparam a entrada da Governadoria e fizeram a reivindicação durante a assinatura do documento. A manifestação foi divulgada por vários veículos de comunicação. O Fórum das ADs é composto por professores das Associações Docentes da Uneb, Uefs, Uesb e Uesc.

Depois da mobilização dos sindicados na semana passada, após o executivo divulgar que enviaria a Assembleia Legislativa um Projeto de Lei com a proposta de aumento linear de míseros 2,5% invés dos 5,84% de reposição da inflação (leia mais), 18 dos 19 sindicatos que iniciaram a negociação aceitaram uma contraproposta rebaixada do governo. Segundo os professores das Universidades Estaduais da Bahia, o “acordão” espúrio vai contra a classe trabalhadora, não repõe as perdas inflacionárias de 2012 e evidencia a relação de vínculos e interesses políticos entre o executivo e os sindicatos de vários setores.
Mesmo em evidente minoria, nas plenárias para a discussão do reajuste, o Fórum das ADs defendeu que o Movimento Sindical deveria reafirmar a reivindicação dos 5,84% de reposição inflacionária. A alegação governista, da suposta falta de dinheiro, não calou os professores. O MD entende como falaciosa a justificativa do executivo, que prioriza as políticas macro e faz o ônus recair sobre o bolso dos cerca de 260 mil servidores estaduais.
Pelo “acordão” assinado, o reajuste linear será de 2% de janeiro a junho, e subindo para 5,84% de julho a dezembro. Na prática, isso significa um reajuste de 3,92% durante todo o ano, o que resulta em perda inflacionária ao servidor na ordem de 1,92%. O vergonhoso documento é uma afronta à classe trabalhadora!
Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Atitude & Comunicação

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s