Câmara de Salvador deixará João Henrique Barradas Carneiro escapar?

JHBCExercícios financeiros de 2009 e 2010 do ex-prefeito já foram reprovados no Legislativo por recomendação do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) e o de 2011, que também chegou com parecer contrário da corte, deve ser apreciado até o próximo dia 30 pelos 41 parlamentares; o vereador Geraldo Júnior (PTN), que se auto proclama ‘líder dos henriquistas’, continua a defender com unhas e dentes o ex-prefeito e tenta convencer os colegas de que João Henrique foi ‘injustiçado’ pelo TCM e ‘perseguido por setores da imprensa’; votação das contas dará início à modalidade de voto aberto na Câmara Municipal

*Por Bahia 247

Não se sabe com quais poderes, mas o ex-prefeito João Henrique (PSL), ‘o tenebroso’, anda articulando com um grupo de mais ou menos seis vereadores a reversão da tendência de a Câmara Municipal rejeitar a terceira prestação de contas consecutiva de seu segundo mandato à frente do Executivo de Salvador.

Os exercícios financeiros de 2009 e 2010 já foram reprovados no plenário da Casa do Povo por recomendação do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) e o de 2011, que também chegou com parecer contrário da corte, deve ser apreciado até o próximo dia 30 pelos 41 parlamentares.

João estreará o regime de votação aberta nas contas do Executivo, instalado na Câmara de Salvador há dois meses. Ele almoçou com os sete vereadores que compõem o bloco dos ‘henriquistas’ na segunda-feira (23), na Assembleia Legislativa da Bahia.

O vereador Geraldo Júnior (PTN), que se auto proclama ‘líder dos henriquistas’, continua a defender com unhas e dentes o ex-prefeito que ganhou o rótulo de pior da história de Salvador. Geraldinho, como é chamado pelos colegas, foi o organizador do almoço para reverenciar João Henrique.

“O objetivo do almoço foi externar o reconhecimento e a gratidão pelo que ele (João Henrique) fez por nós e pelas nossas agremiações. Demonstrei aos colegas o porquê do meu voto”, disse o vereador em matéria no site Bahia Notícias.

Segundo o próprio Geraldinho, compõem o bloco dos henriquistas, além dele próprio, os vereadores José Trindade (PSL), Alberto Braga (PSC), Marcell Moraes (PV) e Toinho Carolino, Tiago Correia e Carlos Muniz, todos do PTN.

Segundo Geraldinho, foram convidados e não compareceram Kiki Bispo (PTN), Euvaldo Jorge (PP), Leandro Guerrilha (PSL) e Léo Prates (DEM), que são “simpatizantes” dos henriquistas.

Apesar dos dois exercícios financeiros rejeitados e do rótulo de mau gestor, João afirma que será candidato a governador da Bahia em 2014. Considerado inelegível, o ex-prefeito ignora a Justiça e diz que sua candidatura “é vontade de Deus”.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Atitude & Comunicação

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s