Projeto de jornalismo independente traz novos olhares sobre o continente africano

Foto: Reprodução/ Reproducción*Adital

O que é a África para você? Zebras, subnutrição, conflitos? Por que não um barítono elegante, uma inovadora artista digital ou uma renomada banda de jazz? Com o objetivo de desmistificar a visão que geralmente se tem do continente africano, uma jornalista e um designer encontraram uma maneira de divulgar no Brasil e no mundo um pouco mais sobre a África e seu povo. Eles criaram o Afreaka, um sitede jornalismo independente, fotografia e design que traz um lado pouco conhecido do continente africano no Brasil, fugindo dos estereótipos como fome, pobreza e passividade, e cobrindo as expressões coletivas e individuais das culturas locais – tendências, música, literatura, arte, culinária, arquitetura etc.

Por meio de financiamento coletivo, a jornalista Flora Pereira e o designer Natan de Aquino viajaram durante sete meses por oito países do sul e leste da África. O resultado são 90 reportagens, 100 ilustrações inéditas, além de vídeos, fotografias e uma seção com dicas de turismo local. Agora, eles estão lançando a segunda etapa do projeto, para que possam dar continuidade ao site, que já alcançou mais de 25 mil fãs nas redes sociais. Mais uma vez, o crowdfunding, também conhecido como financiamento coletivo (http://catarse.me/pt/afreaka2), deve possibilitar a arrecadação de recursos para financiar a empreitada. Neste segundo momento, eles pretendem descobrir o que o lado oeste africano tem de bom para contar ao mundo.Serão mais seis meses de apuração. É possível contribuir com qualquer quantia e, em troca, ganhar recompensas do projeto: fotografias, livro digital, posteres, palestras, vagas em workshop, entre outras.

“A ideia, além de discutir a importância de umasegundaversão da história, é trabalhar com identidades, quebrando preconceitos raciais históricos e trazendo para mais perto conhecimento sobre cultura africana e África contemporânea”, afirmam os organizadores do Afreaka. O vídeo https://vimeo.com/71475286 também dá maiores explicações sobre o projeto. “Temos recebido muitos e-mail de estudantes e escolas que estão usando o projeto como inspiração para estudos africanos. Pretendemos assim, com a continuação do projeto, tornar o conteúdo cada vez mais acessível para o sistema de educação no país”, acrescentam os organizadores.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Atitude & Comunicação

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s