Grande ato público de protesto nesta quarta-feira, 10, marcará um mês de greve das universidades estaduais baianas

BahiaQuerRespostaRui_1

*Fonte: Comunicação Aduneb

Atividade acontece nesta quarta-feira (10), em frente ao Iguatemi. Centenas de integrantes da comunidade acadêmica, vindas de todo o estado, reivindicarão maior orçamento às universidades estaduais

Na semana em que a greve das/os professoras/es das Universidades Estaduais da Bahia (Ueba) completa um mês, as Associações Docentes (ADs) de Uneb, Uefs, Uesb e Uesc, organizam um grande ato público, que acontecerá nesta quarta-feira (10), em Salvador. A manifestação acorrerá a partir das 9h, em frente ao Shopping da Bahia, antigo Iguatemi.

Segundo as/os organizadoras/es, a expectativa é a presença de centenas de integrantes da comunidade acadêmica das quatro universidades estaduais.  Assim como na última manifestação, realizada em 19.05, no Centro Administrativo da Bahia, em que estiveram presentes mais de 700 pessoas, vários ônibus e vans fretadas trarão do interior docentes, estudantes e técnica/o-administrativas/os. As/os interessadas/os devem procurar as/os representantes da ADUNEB nos respectivos campi ou entrar em contato pelo e-mail aduneb@atarde.com.br ou (71) 3257-9333 / 3257-5803.

A força da luta

Para o Comando de Greve da ADUNEB, contra o descaso e a falta de vontade política do governo do estado, a hora é de demonstrar ainda mais a força e união da comunidade acadêmica das Ueba. A intransigência do governador Rui Costa causa ainda mais indignação e o fortalecimento da greve. Após um mês de radicalização, o governo continua a se recusar a negociar o aumento do repasse do orçamento para, no mínimo, 7% da Receita Liquida de Impostos.

Ainda segundo as/os professoras/es da ADUNEB, os avanços conquistados até agora na mesa de negociação, frutos da forte pressão da comunidade acadêmica das Ueba, embora sejam vistos como importantes, não contemplam a maior parte da pauta de reivindicações. O Movimento Docente (MD) das Ueba reconhece o avanço que representa as discussões iniciadas para a revogação da Lei 7176/97, que interfere na autonomia de gestão das Ueba. Da mesma maneira, entende como positivo o debate em andamento sobre promoções, progressões e alteração de regime de trabalho; direitos trabalhistas das/os professoras/es, garantidos em lei, que vinham sendo negados pelo estado. Porém, para minimizar a grave crise, muito mais precisa ser feito.

Diante do atual cenário, o Comando de Greve da ADUNEB conclama todas/os a somar forças no ato público deste dia 10 de junho. A história das Ueba mostra que não existem conquistas sem luta. Todos os avanços conseguidos por docentes, estudantes e técnicas/os só aconteceram depois de muita reivindicação e demonstração de força. Venha defender o ensino público superior de qualidade e as Universidades Estaduais da Bahia, patrimônio público do povo baiano. Juntos somos fortes!

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Atitude & Comunicação

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s