CPT Maranhão denunciará violência e ameaças de morte contra lideranças rurais

logo_cpt*CPT Nacional

Nesta sexta-feira, 16, uma comitiva formada por lideranças comunitárias da Comunidade Sabiá, localizada na região de Caxias, no Maranhão, denunciará a situação de extrema violência e ameaças para as instituições públicas e à imprensa. A Coletiva ocorrerá às 09h00 na sede da Comissão Pastoral da Terra no Maranhão (CPT-MA), na capital São Luís.

Cerca de 102 famílias que vivem há mais de 140 anos na Comunidade tradicional Sabiá, em Caxias (MA), distante 80 quilômetros da sede municipal, às margens do Rio Parnaíba, estão sendo ameaçadas de despejo pela empresa Livramento Destilados Ltda. As ações ilegais praticadas contra as famílias contam com apoio de Policiais Militares do Maranhão e jagunços.

Em março deste ano, vários policiais e jagunços invadiram a comunidade, torturaram vários moradores com uso de spray de pimenta e ainda prenderam um jovem de 26 anos, a fim de garantir a destruição de centenas de hectares de palmeiras de babaçu. A maioria das vítimas são mulheres e idosos, inclusive um senhor de 94 anos.

Em agosto de 2016, novamente jagunços e policiais militares invadiram a Comunidade e impediram os moradores de realizarem o roçado. Na ação criminosa, um jovem de 27 anos foi espancado até desmaiar. Segundo relatos dos moradores, os jagunços andam livremente com armas de grosso calibre e pistolas.

Apesar da violência, os moradores não conseguiram registrar boletim de ocorrência, nem mesmo na Delegacia da Mulher. As famílias estão cercadas por homens armados, não conseguem realizar roça e temem ser mortas pelos pistoleiros.

A comunidade é uma das mais de 350 comunidades em situação de conflito por terra no Maranhão e, possivelmente, de acordo com os relatos, o caso mais grave dos conflitos, porque sofrem violência tanto da milícia armada, com agressões físicas, ameaças de morte e cerceamento de liberdade, quanto da Polícia Militar do Maranhão.

SERVIÇO:

Coletiva de Imprensa: Lideranças rurais Comunidade Sabiá, de Caxias (MA), denunciam violência policial e jagunçagem.

Quando: Dia 16 de setembro (sexta-feira), às 09 horas da manhã.

Endereço: Sede da CPT Maranhão – Rua do Sol, 457, Centro – São Luís – Maranhão.

Mais informações:

CPT Maranhão – (98) 3222-4243

Ronilson Costa – (99) 98146-2761

E-mail: cptmaranhao@yahoo.com.br

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Atitude & Comunicação

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s