Desmatamento no Brasil cresceu quase 14% em 2020, mostra MapBiomas

Relatorio-Anual-Desmatamento-Brasil-Mapbiomas-2020-2-1

*ClimaInfo

O desmatamento nos seis biomas do Brasil aumentou mais de 13% em 2020 e atingiu 13.853 km2. O dado foi levantado pelo projeto MapBiomas, que usou imagens de satélite para mensurar o avanço da devastação florestal. O bioma mais afetado em termos proporcionais pelo desmatamento foi a Mata Atlântica, que registrou 125% de alta no desmate na comparação com 2019. Em termos absolutos, a Amazônia foi o bioma mais destruído, com a perda de 843 mil hectares no ano passado.

Praticamente todos os alertas de desmate registrados no ano passado têm indícios de ilegalidade: 99,8% deles (que correspondem a 98,9% da área desmatada) não têm autorização, ou se sobrepõem a áreas protegidas, ou desrespeitam o Código Florestal. Ao mesmo tempo, a fiscalização do IBAMA não acompanhou o avanço do desmatamento: apenas 2% dos alertas e 5% da área desmatada entre 2019 e 2020 sofreram multas ou embargos pelo órgão.

A velocidade do desmatamento no Brasil é impressionante: de acordo com o MapBiomas, o país perdeu cerca de 3.795 hectares por dia em 2020, o que equivale aproximadamente a uma perda de 24 árvores a cada segundo durante o ano inteiro. No dia mais crítico do desmatamento, 31 de julho passado, foram desmatados 4.968 hectares, quase 575 km2 por segundo.

CNB, Deutsche Welle, O Globo, UOL e Valor deram destaque aos novos dados do MapBiomas.

Deixe um comentário

Arquivado em Atitude & Comunicação

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s