Arquivo da tag: governo Bolsonaro queimadas Amazônia

#BolsonaroMentiu Meio ambiente no Brasil: enquanto o Planalto ilude, o STF esclarece

*ClimaInfo

contraste não poderia ser mais gritante. Enquanto Bolsonaro negou a devastação ambiental e vendeu na ONU a imagem de um governo “rigoroso” no combate às ilegalidades no meio ambiente, ambientalistas e especialistas mostraram no Supremo Tribunal Federal (STF) uma análise abrangente – e preocupante – sobre o estado da política ambiental e climática sob a atual gestão no Brasil.

Dois editoriais em particular reforçaram esse contraste. O Valor apontou para a incapacidade de Bolsonaro em responder ao aumento das queimadas, pelo menos através de argumentos racionais que façam sentido. Já a Folha observou que a fala presidencial, “marcada pela insistência de Bolsonaro em se refugiar numa realidade paralela”, apenas contribui para alimentar desconfianças de investidores e parceiros comerciais. No Estadão, Wilson Tosta argumentou que o discurso de Bolsonaro na ONU, voltado fundamentalmente para seus seguidores no Brasil, aprofundou o isolamento do Brasil e reforçou sua imagem de vilão ambiental. “É quase uma apologia ao crime”, afirmou ao UOL Suely Araújo, ex-presidente do Ibama e atualmente no Observatório do Clima, sobre a narrativa oferecida pelo presidente em seu discurso.

Por outro lado, a Audiência Pública realizada pelo STF no âmbito da Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF) 708, sobre o Fundo Clima, ao longo de dois dias, destacou como a narrativa governista sobre a situação ambiental é insustentável quando comparada com a realidade – com desmatamento e queimadas em alta, desmonte dos órgãos ambientais, cortes orçamentários substanciais, redução das multas etc. Vale ler a análise publicada hoje em nosso website por Caio Borges (Instituto Clima e Sociedade) sobre os principais pontos das sessões. “No atual momento político do Brasil e do mundo, [a Audiência Pública] foi um raio de luz no obscurantismo intelectual que nos assombra”, escreveu.

Deixe um comentário

Arquivado em Atitude & Comunicação

Mourão e Salles contestam queimadas na Amazônia – com imagens da Mata Atlântica

*ClimaInfo

O ministro Fabio Faria está “fazendo escola”. Agora, foi a vez de seu colega Ricardo Salles e do vice-presidente Mourão misturarem Mata Atlântica com Amazônia, em mais um papelão digno da comédia de mau-gosto que virou a política ambiental brasileira.

Salles postou ontem (9/9), em seu Twitter, um vídeo produzido pela Associação de Criadores do Pará (Acripará) que contesta as críticas recentes levantadas pela campanha #DefundBolsonaro nas redes sociais. Com narração em inglês, o vídeo nega que a floresta esteja sofrendo com as queimadas e defende que o uso do fogo é restrito a pequenos produtores rurais e comunidades indígenas – mesmo depois do próprio governo confirmar, via dados do INPE, que agosto de 2020 foi o 2º mês com mais queimadas em dez anos.

No entanto, o que chamou a atenção geral foi o fato do vídeo usar imagens de animais que, a despeito do tema da produção, não são característicos da Floresta Amazônica, como o simpático mico-leão dourado, símbolo da Mata Atlântica, seu habitat natural.

O mesmo vídeo foi compartilhado depois por Mourão. No post, o vice escreveu “De que lado você está? De quem preserva de verdade ou de quem manipula seus sentimentos”. O texto também repete uma falácia que o governo Bolsonaro adora repetir: que “o Brasil é o país que mais preserva suas florestas nativas no mundo”.

Para piorar, a Veja revelou que o presidente da Acripará, Maurício Pompeia Fraga Filho, foi processado em 2018 por submeter trabalhadores a condições análogas à escravidão. Fiscais teriam constatado que um grupo de 30 trabalhadores, incluindo um adolescente, estava sujeito a “inúmeras situações degradantes” em uma de suas fazendas. Para se livrar do processo, Fraga e outros acusados concordaram em pagar cerca de R$ 1,5 milhão por danos morais e coletivos, além de direitos trabalhistas dos funcionários.

O Globo, Estado de Minas, G1 e UOL repercutiram o “mico” protagonizado por Salles e Mourão.

Deixe um comentário

Arquivado em Atitude & Comunicação