Arquivo da tag: UP

Oficializada, candidatura do PSOL em Salvador é um “chamado à guerra” contra o fascismo

O Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) oficializou na terça-feira, 15, os nomes de Hilton Coelho e Rosana Almeida como candidato e co-candidata à prefeitura de Salvador. O anúncio foi feito em convenção partidária, em que também foram comemorados os 15 anos de fundação do partido.

Para a disputa à vaga na Câmara Municipal, foram lançadas as candidaturas de 49 pleiteantes pela coligação entre o PSOL, o Partido Comunista Brasileiro (PCB) e o Unidade Popular (UP). Entre esses nomes, 45 são candidatos pelo PSOL, três pelo UP e um pelo PCB.

“Estamos sendo chamados para ter um programa encantador para Salvador. Para isso, temos referência ideológica na nossa ancestralidade e no socialismo, assim como compromisso programático com as maiorias”, disse Hilton Coelho. Segundo o candidato, entre as medidas do seu mandato, caso vença, é estancar o processo de privatização da capital e concretizar políticas mais coerentes com as reais necessidades da maior parte da população soteropolitana, que é negra e periférica.

Ele advertiu que sua candidatura também é uma chamada do povo para “a guerra” contra a política do ódio, da misoginia e do racismo, acirrados pelo bolsonarismo e suas forças aliadas. “Somos uma cidade que é herdeira da luta da conspiração dos alfaiates, que propôs uma revolução para a Bahia e para o Brasil”, evocou o candidato sobre o sentido histórico e “ancestral” do poder de luta e enfrentamento das desigualdades, característico do povo soteropolitano.

Essa é a segunda vez que Hilton Coelho emplaca como candidato a prefeito de Salvador. A primeira vez foi em 2008, quando obteve 51 mil votos. Em 2006, foi a vez de disputar o governo do estado. Sua primeira vitória eleitoral se deu em 2012, como vereador, com 16.408 votos. Ele se manteve na Câmara de Vereadores, vencendo novamente nas eleições de 2016. Já em 2018, tornou-se deputado estadual, com 35.733 votos, sendo o primeiro da sigla a ocupar uma vaga na Assembleia Legislativa da Bahia.

A co-candidata, pedagoga, militante do Movimento por Moradia Popular e diretora da Executiva Municipal do PSOL-Salvador, Rosana Almeida, disse que há um compromisso indiscutível da coligação com “o povo preto e periférico”. “Para o atual governo, nós não somos nada. Estamos aqui para dar as mãos e dizer que temos direito a essa cidade”, frisou.

Deixe um comentário

Arquivado em Atitude & Comunicação